Comentários

A camisinha feminina


Constitui-se em um tubo de poliuretano com uma extremidade fechada e a outra aberta, acoplado a dois anéis flexíveis também de poliuretano na cérvice uterina, paredes vaginais e vulva.

O produto já vem lubrificado, devendo ser utilizado uma única vez, destacando-se que o poliuretano, por ser mais resistente que o látex, pode ser utilizado com vários tipos de lubrificantes.

Uso da camisinha

Retirar da embalagem somente na hora do uso. Flexionar o anel de modo que possa ser introduzido na vagina. Com os dedos indicador e médio, empurrar o máximo que puder, de modo que fique sobrando um pouco para fora, permanecendo assim durante a relação.

Retirar logo após a ejaculação, rosqueando o anel para que não escorra o líquido seminal para dentro da vagina.

Se usada corretamente, sua eficácia é alta, varia de 82 a 97%.

Efeitos colaterais

Alergia ou irritação, que pode ser reduzida trocando a marca e tipo e com uso de lubrificantes à base de água.

Video: Testei a camisinha feminina! (Agosto 2020).