Em formação

15.4: Capítulo 4 exercícios - Biologia

15.4: Capítulo 4 exercícios - Biologia


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

4.1: Habitats Procariontes, Relacionamentos e Microbiomas

Procariotos são microrganismos unicelulares cujas células não possuem núcleo. Os procariontes vivem em comunidades que interagem entre si e com grandes organismos que usam como hospedeiros (incluindo humanos).

Múltipla escolha

O termo procariotos se refere a qual dos seguintes?

A. organismos muito pequenos
B. organismos unicelulares que não têm núcleo
Organismos C. multicelulares
D. células que se assemelham mais às células animais do que às células vegetais

B

O termo microbiota se refere a qual dos seguintes?

A. todos os microrganismos da mesma espécie
B. todos os microrganismos envolvidos em uma relação simbiótica
C. todos os microrganismos em uma determinada região do corpo humano
D. todos os microrganismos em uma determinada região geográfica

C

Qual das alternativas a seguir se refere ao tipo de interação entre duas populações procarióticas em que uma população se beneficia e a outra não é afetada?

A. mutualismo
B. comensalismo
C. parasitismo
D. neutralismo

B

Verdadeiro falso

Entre os procariontes, existem alguns que podem viver em todos os ambientes da Terra.

Verdade

Preencher a lacuna

Quando procariontes vivem como comunidades em interação nas quais uma população se beneficia em prejuízo da outra, o tipo de simbiose é chamado de ________.

parasitismo

O domínio ________ não inclui procariotos.

Eukarya

As bactérias patogênicas que fazem parte da microbiota transitória às vezes podem ser eliminadas por ________ terapia.

antibiótico

Bactérias fixadoras de nitrogênio fornecem nitrogênio utilizável para outros organismos na forma de ________.

amônia

Resposta curta

Compare comensalismo e amensalismo.

Dê um exemplo das alterações da microbiota humana que resultam da intervenção médica.

4.2: Proteobactérias

Proteobacteria é um filo de bactérias gram-negativas e são classificadas nas classes alfa-, beta-, gama-, delta- e epsilonproteobacteria, cada classe tendo ordens, famílias, gêneros e espécies separados. As alfaproteobactérias são oligotróficas. Os táxons clamídias e riquétsias são patógenos intracelulares obrigatórios, alimentando-se de células de organismos hospedeiros; eles são metabolicamente inativos fora da célula hospedeira. Algumas Alphaproteobacteria podem converter nitrogênio atmosférico em nitritos.

Múltipla escolha

Qual das alternativas a seguir descreve Proteobacteria no domínio Bacteria?

A. phylum
B. classe
Espécies de C.
D. genus

UMA

Todas as alfaproteobactérias são quais das seguintes?

A. oligotróficos
B. intracelular
C. patogênico
D. todas as opções acima
E. nenhuma das opções acima

UMA

A classe Betaproteobacteria inclui todos os gêneros, exceto quais?

A. Neisseria.
B. Bordetella.
C. Leptothrix.
D. Campylobacter.

D

Haemophilus influenzae é uma causa comum de qual das seguintes?

A. influenza
B. disenteria
C. infecções do trato respiratório superior
D. hemofilia

C

Preencher a lacuna

Rickettsias são ________ bactérias intracelulares.

obrigar

A espécie ________, que pertence às Epsilonproteobacteria, causa úlceras pépticas no estômago e duodeno.

Helicobacter pylori

O gênero Salmonella pertence à classe ________ e inclui patógenos que causam salmonelose e febre tifóide.

Gammaproteobacteria

Resposta curta

Qual é a diferença metabólica entre coliformes e não-coliformes? Qual categoria contém várias espécies de patógenos intestinais?

Por que são Mycoplasma e Clamídia classificados como patógenos intracelulares obrigatórios?

Pensamento crítico

A célula mostrada é encontrada no estômago humano e agora é conhecida por causar úlceras pépticas. Qual é o nome dessa bactéria?

(crédito: American Society for Microbiology)

4.3: Bactérias Gram-negativas Não Proteobactérias e Bactérias Fototróficas

As não proteobactérias Gram-negativas incluem os táxons espiroquetas; o grupo Cytophaga, Fusobacterium, Bacteroides; Planctomycetes; e muitos representantes de bactérias fototróficas. Os espiroquetas são bactérias espirais móveis com um corpo longo e estreito; eles são difíceis ou impossíveis de cultivar. Vários gêneros de espiroquetas contêm patógenos humanos que causam doenças como a sífilis e a doença de Lyme. Cytophaga, Fusobacterium e Bacteroides são classificados juntos como um filo denominado grupo CFB.

Múltipla escolha

Qual das alternativas a seguir é a organela que os espiroquetas usam para se propelirem?

A. membrana plasmática
B. filamento axial
C. pilum
D. fimbria

B

Quais das seguintes bactérias são as mais prevalentes no intestino humano?

A. cyanobacteria
B. estafilococos
C. Borrelia
D. Bacteroides

D

Qual das alternativas a seguir se refere à fotossíntese realizada por bactérias com o uso de água como doadora de elétrons?

A. oxigenada
B. anoxigênico
C. heterotrófico
D. fototrófico

UMA

Preencher a lacuna

A bactéria que causa a sífilis é chamada ________.

Treponema pallidum pallidum

Bactérias do gênero Rhodospirillum que usam hidrogênio para oxidação e fixam nitrogênio são ________ bactérias.

sem enxofre roxo

Resposta curta

Explique o termo grupo CFB e nomeie os gêneros que este grupo inclui.

Nomeie e descreva resumidamente a bactéria que causa a doença de Lyme.

Caracterizar o filo Cyanobacteria.

4.4: Bactérias Gram-positivas

As bactérias Gram-positivas são um grupo muito grande e diverso de microorganismos. Compreender sua taxonomia e conhecer suas características únicas é importante para o diagnóstico e tratamento de doenças infecciosas. As bactérias Gram-positivas são classificadas em bactérias Gram-positivas de alto G + C e bactérias Gram-positivas de G + C baixo, com base na prevalência de nucleotídeos de guanina e citosina em seu genoma.

Múltipla escolha

Qual das seguintes espécies bacterianas é classificada como alta G + C gram-positiva?

A. Corynebacterium diphtheriae
B. Staphylococcus aureus
C. Bacillus anthracis
D. pneumonia por Streptococcus

UMA

Preencher a lacuna

Estreptococo é o ________ da bactéria responsável por muitas doenças humanas.

gênero

Uma espécie de Estreptococo, S. piogenes, é classificado como um patógeno ________ devido à produção característica de pus nas infecções que causa.

piogênico

Propionibacterium pertence a ________ bactérias gram-positivas G + C. Uma de suas espécies é utilizada na indústria alimentícia e outra causa acne.

Alto

Resposta curta

Nomeie e descreva dois tipos de S. aureus que mostram resistência múltipla aos antibióticos.

Pensamento crítico

O padrão de crescimento microscópico mostrado é característico de qual gênero de bactéria?

(crédito: modificação do trabalho por Janice Haney Carr / Centros para Controle e Prevenção de Doenças)

4.5: Bactérias com ramificações profundas

Bactérias com ramificações profundas são filogeneticamente as formas de vida mais antigas, sendo as mais próximas do último ancestral comum universal. Bactérias com ramificações profundas incluem muitas espécies que prosperam em ambientes extremos que parecem se assemelhar às condições da Terra bilhões de anos atrás. Bactérias com ramificações profundas são importantes para nossa compreensão da evolução; alguns deles são usados ​​na indústria.

Múltipla escolha

O termo “ramificação profunda” refere-se a qual das seguintes opções?

A. a forma celular de bactérias profundamente ramificadas
B. a posição na árvore evolutiva de bactérias profundamente ramificadas
C. a capacidade das bactérias com ramificações profundas de viver em águas profundas do oceano
D. o padrão de crescimento em cultura de bactérias profundamente ramificadas

B

Qual dessas bactérias profundamente ramificadas é considerada um poliextremófilo?

A. Aquifex pyrophilus
B. Deinococcus radiodurans
C. Staphylococcus aureus
D. Mycobacterium tuberculosis

B

Preencher a lacuna

O comprimento dos ramos da árvore evolutiva caracteriza o ________ evolutivo entre os organismos.

distância

Acredita-se que as bactérias com ramificações profundas sejam a forma de vida mais próxima do último ________ ________ universal.

ancestral comum

Muitas das bactérias que se ramificam profundamente são aquáticas e hipertermofílicas, encontradas perto de vulcões subaquáticos e do oceano termal ________.

aberturas

A bactéria com ramificações profundas Deinococcus radiodurans é capaz de sobreviver à exposição a altas doses de ________.

radiação ionizante

Resposta curta

Descreva resumidamente a importância de bactérias com ramificações profundas para a ciência básica e para a indústria.

O que se pensa ser responsável pela resistência à radiação única de D. radiodurans?

4.6: Archaea

Archaea são microrganismos procarióticos unicelulares que diferem das bactérias em sua genética, bioquímica e ecologia. Algumas arquéias são extremófilas, vivendo em ambientes com temperaturas extremamente altas ou baixas, ou salinidade extrema. Apenas as arquéias são conhecidas por produzir metano. As arquéias produtoras de metano são chamadas de metanógenos. As arquéias halofílicas preferem uma concentração de sal próxima à saturação e realizam a fotossíntese com a bacteriorodopsina.

Múltipla escolha

Archaea e Bacteria são mais semelhantes em termos de ________.

A. genética
B. estrutura da parede celular
C. ecologia
D. estrutura unicelular

D

Qual das afirmações a seguir é verdadeira para arquéias que produzem metano?

A. Eles reduzem o dióxido de carbono na presença de nitrogênio.
B. Eles vivem nos ambientes mais extremos.
C. Eles são sempre anaeróbios.
D. Eles foram descobertos em Marte.

B

Preencher a lacuna

________ é um gênero de Archaea. Sua temperatura ambiente ideal varia de 70 ° C a 80 ° C e seu pH ideal é 2–3. Ele oxida o enxofre e produz ácido sulfúrico.

Sulfolobus

________ já foi considerada a causa da doença periodontal, mas, mais recentemente, a relação causal entre esse arqueano e a doença não foi confirmada.

Methanobrevibacter oralis

Resposta curta

O que explica a cor roxa em lagoas de sal habitadas por arquéias halofílicas?

Que evidência apóia a hipótese de que algumas arquéias vivem em Marte?

Pensamento crítico

Qual é a conexão entre este pântano de metano e arquéias?

(crédito: Chad Skeers)


15.4 Relatório de benefícios pós-aposentadoria

No final desta seção, os alunos devem ser capazes de cumprir os seguintes objetivos:

  1. Defina o termo "benefícios pós-aposentadoria".
  2. Explique os problemas contábeis associados ao reconhecimento de benefícios acumulados de pós-aposentadoria.
  3. Liste as etapas que são seguidas para determinar a obrigação relatada de uma empresa para benefícios pós-aposentadoria.
  4. Identifique a função do atuário na contabilização dos benefícios pós-aposentadoria.
  5. Calcule o índice dívida / patrimônio e explique seu significado.
  6. Calcule a proporção de juros ganhos e explique seu significado.

Pergunta: De acordo com as informações no início deste capítulo, a Alcoa relatou um passivo de $ 2,73 bilhões no final de 2008 para benefícios pós-aposentadoria acumulados. O que constitui um benefício pós-aposentadoria?

Resposta: Em uma nota às demonstrações financeiras da Alcoa, a empresa explica parte desse valor do passivo da seguinte forma:

“A Alcoa mantém planos de benefícios de assistência médica e seguro de vida que cobrem funcionários aposentados dos EUA e alguns aposentados de locais estrangeiros. Geralmente, os planos médicos pagam uma porcentagem das despesas médicas, reduzida por franquias e outras coberturas. Esses planos geralmente não têm financiamento, exceto para certos benefícios financiados por meio de um fideicomisso. Os benefícios de vida são geralmente fornecidos por contratos de seguro. A Alcoa reserva-se o direito, sujeito aos acordos existentes, de alterar ou eliminar esses benefícios. ”

Os benefícios pós-aposentadoria cobrem uma ampla gama de promessas que as empresas fazem a seus funcionários para elevar o moral e impedi-los de procurar outros empregos. A Alcoa oferece dois dos mais comuns: seguro saúde e seguro de vida. Com base nas estipulações que podem ser exigidas para elegibilidade, a Alcoa ajuda os funcionários pagando uma parte do custo do seguro, mesmo depois de se aposentarem. Aparentemente, esse benefício é obtido trabalhando para a empresa. Depois que uma pessoa se aposenta, a Alcoa continua a oferecer esses pagamentos como recompensa por anos de serviço prestado aos funcionários.

Pergunta: Suponha que um dos funcionários da Michigan Company tenha atualmente trinta e quatro anos e tenha direito a benefícios de aposentadoria a partir dos sessenta e cinco. Michigan prometeu continuar pagando seguro saúde e seguro de vida para todos os aposentados enquanto viverem 1 .Para este funcionário, nenhum benefício pós-aposentadoria será pago por trinta e um anos (65 menos 34), mas um valor de pagamento desconhecido continuará por um período de tempo desconhecido. No Capítulo 2 & # 8220O que os tomadores de decisão devem saber para que boas decisões possam ser tomadas sobre uma organização? & # 8221, o desafio apresentado aos contadores como resultado de incertezas futuras foi discutido. Provavelmente, nenhum exemplo melhor pode ser encontrado do que os benefícios pós-aposentadoria. Por exemplo, se este funcionário vive até os noventa e quatro anos, esses pagamentos de seguro continuarão até sessenta anos no futuro.

O funcionário está ajudando a empresa a gerar receitas atualmente para que, mais uma vez, a despesa relacionada seja reconhecida agora de acordo com o princípio de matching. Embora essa obrigação possa se estender por décadas, tanto a despesa quanto o passivo relacionado são registrados quando a pessoa está realmente trabalhando para a empresa e ganhando esses benefícios.

Como é possível determinar o valor dessa obrigação? Um funcionário pode se aposentar aos sessenta e cinco anos e morrer aos sessenta e seis ou viver até os noventa e nove. Além disso, estimar o custo do seguro (especialmente seguro médico) ao longo de várias décadas no futuro parece ser um desafio virtualmente impossível. O custo exorbitante dos cuidados de saúde é difícil de prever com meses de antecedência, quanto mais décadas. O valor em dólares da obrigação da empresa para esses custos futuros parece ser, na melhor das hipóteses, um número nebuloso. Neste livro, as responsabilidades anteriores foram contratuais ou, pelo menos, sujeitas a uma estimativa razoável antes do reconhecimento. Como é calculado o passivo que será informado por uma empresa pelos benefícios pós-aposentadoria prometidos aos seus funcionários?

Resposta: Conforme mostrado pelo exemplo da Alcoa, os benefícios pós-aposentadoria são estimados e relatados de acordo com o US GAAP enquanto os funcionários trabalham. Devido ao tempo envolvido e ao grande número de variáveis ​​(algumas das quais, como custos futuros com saúde, são bastante voláteis), uma determinação precisa desse passivo é impossível. Na verdade, pode ser o número mais incerto encontrado em qualquer conjunto de demonstrações financeiras. O FASB aparentemente acredita que relatar uma quantia em dólares para benefícios pós-aposentadoria, apesar de sua inexatidão, é mais útil do que omitir inteiramente a despesa e o passivo. Os tomadores de decisão precisam entender que esses saldos relatados não são mais do que aproximações.

O cálculo real e o relatório dos benefícios pós-aposentadoria são mais complicados do que podem ser cobertos adequadamente em um livro introdutório de contabilidade financeira. Uma visão geral das etapas básicas, no entanto, é útil para ajudar os tomadores de decisão a entender as informações fornecidas.

Para determinar a responsabilidade a ser relatada para benefícios pós-aposentadoria que são ganhos agora, mas pagos apenas após a aposentadoria, a Michigan Company toma duas etapas principais. Primeiro, um atuário calcula uma estimativa dos valores em dinheiro que eventualmente terão de ser pagos como resultado dos termos prometidos aos funcionários. “Um atuário é um profissional de negócios que analisa as consequências financeiras do risco. Os atuários usam matemática, estatística e teoria financeira para estudar eventos futuros incertos, especialmente aqueles que dizem respeito a programas de seguros e pensões 2. ” Em termos mais simples, um atuário é um especialista que calcula matematicamente a probabilidade de eventos futuros.

Para benefícios pós-aposentadoria, o atuário deve fazer uma série de estimativas, como a duração média da vida dos funcionários e os custos futuros aproximados de assistência médica e seguro de vida (e quaisquer outros benefícios fornecidos aos aposentados) com base em todos os dados disponíveis. Por exemplo, os cálculos de um atuário podem indicar que esses custos serão em média $ 10.000 por ano durante os vinte anos que se espera que um funcionário viva após a aposentadoria.

Os pagamentos futuros são estimados por um atuário, mas muitas vezes devem ser projetados décadas no futuro. Assim, como segunda etapa deste processo, o valor presente desses montantes é calculado para derivar o valor a ser reportado atualmente no balanço patrimonial. Mais uma vez, como nos capítulos anteriores, os juros por esse período são determinados matematicamente e removidos para deixar apenas o principal da obrigação na data do balanço. Esse é o valor informado no passivo não circulante.

Determinando Benefícios Acumulados Pós-Aposentadoria
Etapa um: estimativa de pagamentos futuros
Etapa dois: calcular o valor presente dos pagamentos futuros estimados

Exercício

Link para perguntas de múltipla escolha para fins de prática: http://www.quia.com/quiz/2093033.html

Pergunta: A Alcoa está reconhecendo um passivo de benefício pós-aposentadoria acumulado de US $ 2,73 bilhões. Esse número é uma estimativa do valor total que a empresa terá de pagar a partir da aposentadoria de cada funcionário, valor que é então sujeito a um cálculo de valor presente. Exceto pelo nível de incerteza inerente, o processo contábil parece razoável. Ao mesmo tempo, as empresas não eram obrigadas a reconhecer essa obrigação. O passivo foi ignorado e os custos foram simplesmente contabilizados como despesas conforme pagos. Somente depois que a tecnologia de computação avançada e fórmulas matemáticas sofisticadas se tornaram disponíveis, o relato deste passivo foi determinado pelo FASB. Qual é o impacto de relatar benefícios pós-aposentadoria se o número for apenas uma aproximação?

Resposta: As organizações geralmente preferem não relatar dados que pareçam enfraquecer o retrato de sua saúde e vitalidade econômicas. No entanto, melhores decisões são tomadas por todas as partes quando mais informações estão prontamente disponíveis. A transparência é o principal objetivo da contabilidade financeira. Pode-se argumentar que parte dos problemas que o automóvel e alguns outros negócios enfrentam atualmente são o resultado de promessas feitas nas últimas décadas, nas quais os eventuais custos não foram devidamente compreendidos.

Como resultado da evolução do US GAAP, os tomadores de decisão (dentro e fora da empresa) agora podem ver melhor os custos associados aos benefícios pós-aposentadoria. Não surpreendentemente, uma vez divulgado, algumas empresas optaram por reduzir os valores prometidos aos aposentados. A nota citada acima para a Alcoa vai além, dizendo: "Todos os EUA assalariados e alguns funcionários horistas contratados após 1º de janeiro de 2002, não têm benefícios de saúde pós-aposentadoria. Todos os trabalhadores assalariados dos EUA e certos funcionários horistas que se aposentam em ou após 1º de abril de 2008, não têm benefícios de seguro de vida pós-aposentadoria ”(grifo nosso).

Para os colaboradores diretamente impactados, essas decisões podem ter sido bastante alarmantes. No entanto, ao forçar a empresa a reconhecer essa responsabilidade, o US GAAP ajudou a chamar a atenção para os custos de fazer tais promessas.

Exercício

Link para perguntas de múltipla escolha para fins de prática: http://www.quia.com/quiz/2092990.html

Pergunta: Nos capítulos anteriores, vários sinais vitais foram examinados - números, índices e similares que ajudam os tomadores de decisão a avaliar a condição financeira de uma entidade e as perspectivas futuras. Em conexão com passivos, existem sinais vitais específicos que são freqüentemente usados ​​para ajudar a avaliar a saúde econômica de uma empresa ou outra organização?

Resposta: Um sinal vital que é frequentemente estudado pelos tomadores de decisão é a relação dívida / patrimônio líquido. Este número é simplesmente o passivo total relatado por uma empresa dividido pelo patrimônio líquido total. O número resultante indica se a empresa obtém a maior parte de seus ativos de empréstimos e outras dívidas ou de suas operações e proprietários. Um alto índice de endividamento em relação ao patrimônio líquido indica que a empresa está altamente alavancada. Conforme discutido no Capítulo 14 & # 8220Em um conjunto de demonstrações financeiras, quais informações são transmitidas sobre passivos não circulantes, como títulos? & # 8221, isso aumenta o nível de risco, mas também aumenta os possíveis lucros obtidos pelos acionistas. Contar com o financiamento de dívidas torna a empresa mais vulnerável à falência e outros problemas financeiros, mas também oferece aos proprietários a chance de recompensas financeiras maiores.

Os índices recentes de endividamento em relação ao patrimônio líquido mostrados abaixo para várias empresas proeminentes mostram uma ampla gama de resultados. Nenhuma estratégia de financiamento única é evidente aqui. O índice dívida / patrimônio líquido não é apenas indicativo da política selecionada de uma empresa. Em alguns setores, os níveis de dívida tendem a ser mais altos do que em outros. Além disso, as respostas individuais à recente recessão econômica podem ter impactado algumas empresas mais do que outras.

Figura 15.12 Índices recentes de dívida em relação ao patrimônio líquido de várias empresas proeminentes

Outro método para avaliar o problema potencial apresentado pelas dívidas é calcular a razão vezes os juros ganhos (TIE). Normalmente, a dívida só se torna um risco se os juros não puderem ser pagos no vencimento. Esse cálculo ajuda a medir a facilidade com que uma empresa tem sido capaz de cumprir suas obrigações de juros por meio das operações atuais.

Vezes os juros ganhos começam com o lucro líquido da empresa antes que as despesas com juros e os impostos de renda sejam removidos (um número comumente referido como EBIT). A despesa de juros do período é então dividida neste valor de receita. Por exemplo, se o EBIT for $ 500.000 e a despesa de juros for $ 100.000, a empresa relatora ganhou o suficiente durante o ano para cobrir as obrigações de juros exigidas cinco vezes.

Figura 15.13 Juros dos últimos tempos obtidos por várias empresas proeminentes

Exercício

Link para perguntas de múltipla escolha para fins de prática: http://www.quia.com/quiz/2092991.html

Principal vantagem

As empresas e outras organizações muitas vezes prometem benefícios (como seguro médico e cobertura de seguro de vida) para funcionários elegíveis durante os anos após atingirem a idade de aposentadoria. A determinação do passivo relacionado representa um desafio significativo para os contadores porque os eventuais valores de pagamento são muito incertos. Um atuário usa dados históricos, programas de computador e modelos estatísticos para estimar esses valores. O valor presente desses pagamentos em dinheiro projetados é então calculado e reconhecido como um passivo não circulante. O tamanho dessa dívida pode ser muito grande, mas os números não passam de aproximações. Os tomadores de decisão muitas vezes analisam o nível de dívida de uma empresa calculando a relação dívida / patrimônio líquido e a razão de juros ganhos. Ambos os cálculos ajudam os tomadores de decisão a avaliar o risco e a possível vantagem do atual grau de financiamento da dívida.

Conversando com um Real Investing Pro (continuação)

A seguir está uma continuação de nossa entrevista com Kevin G. Burns.

Pergunta: Acordos de arrendamento são bastante comuns no ambiente de negócios de hoje. Para um arrendamento mercantil, o valor presente dos pagamentos futuros é relatado pelo arrendatário como um passivo. Em contraste, para um arrendamento operacional, apenas o valor atualmente devido é incluído no balanço patrimonial como um passivo. O relatório de tal financiamento fora do balanço patrimonial foi criticado porque as empresas muitas vezes se esforçam para criar arrendamentos operacionais para minimizar o total mostrado para suas dívidas. No entanto, as informações sobre esses arrendamentos operacionais devem ser claramente divulgadas nas notas às demonstrações financeiras. Você fica preocupado quando vê uma empresa com muitos financiamentos fora do balanço patrimonial? Você prefere um sistema em que as empresas tenham que relatar mais dívidas de acordos de arrendamento? Você acredita que o financiamento fora do balanço é um problema para os usuários das informações da contabilidade financeira?

Kevin Burns: Eu odeio financiamento fora do balanço. É trapaça na minha opinião. Como sempre, prefiro divulgação total ou até demais. Um arrendamento é um passivo. Deve ser categorizado como tal. É realmente muito simples - mostre a responsabilidade. Ter informações nas notas ajuda, mas os passivos devem ser relatados no balanço patrimonial para que todos possam ver facilmente. Qualquer coisa que reduza a transparência é ruim para o setor de contabilidade e para as pessoas que dependem das informações financeiras divulgadas.

Videoclipe

1 Os benefícios de assistência médica e seguro de vida pagos por um empregador enquanto o empregado ainda está trabalhando não representam um problema de contabilidade. Os valores são conhecidos e podem ser contabilizados como despesas quando incorridos. Essas despesas são casadas com as receitas auferidas no momento.


Livro texto correspondente

89% (2146 avaliações) para as soluções deste livro ...

  • Capítulo 1
  • Capítulo 1.1
  • Capítulo 1.2
  • Capítulo 1.3
  • Capítulo 1.4
  • Capítulo 1.5
  • Capítulo 2
  • Capítulo 2.1
  • Capítulo 2.2
  • Capítulo 2.3
  • Capítulo 2.4
  • Capítulo 2.5
  • Capítulo 2.6
  • Capítulo 2.7
  • Capítulo 2.8
  • Capítulo 2.9
  • Capítulo 2.10
  • Capítulo 3
  • Capítulo 3.1
  • Capítulo 3.2
  • Capítulo 3.3
  • Capítulo 3.4
  • Capítulo 3.5
  • Capítulo 3.6
  • Capítulo 4
  • Capítulo 4.1
  • Capítulo 4.2
  • Capítulo 4.3
  • Capítulo 4.4
  • Capítulo 4.5
  • Capítulo 4.6
  • Capítulo 4.7
  • Capítulo 4.8
  • capítulo 5
  • Capítulo 5.1
  • Capítulo 5.2
  • Capítulo 5.3
  • Capítulo 5.4
  • Capítulo 6
  • Capítulo 6.1
  • Capítulo 6.2
  • Capítulo 6.3
  • Capítulo 6.4
  • Capítulo 6.5
  • Capítulo 6.6
  • Capítulo 6.7
  • Capítulo 6.8
  • Capítulo 7
  • Capítulo 7.1
  • Capítulo 7.2
  • Capítulo 7.3
  • Capítulo 7.4
  • Capítulo 8
  • Capítulo 8.1
  • Capítulo 8.2
  • Capítulo 8.3
  • Capítulo 8.4
  • Capítulo 8.5
  • Capítulo 8.6
  • Capítulo 8.7
  • Capítulo 8.8
  • Capítulo 8.9
  • Capítulo 9
  • Capítulo 9.1
  • Capítulo 9.2
  • Capítulo 9.3
  • Capítulo 9.4
  • Capítulo 9.5
  • Capítulo 9.6
  • Capítulo 9.7
  • Capítulo 10
  • Capítulo 10.1
  • Capítulo 10.2
  • Capítulo 10.3
  • Capítulo 10.4
  • Capítulo 10.5
  • Capítulo 10.6
  • Capítulo 10.7
  • Capítulo 11
  • Capítulo 11.1
  • Capítulo 11.2
  • Capítulo 11.3
  • Capítulo 11.4
  • Capítulo 11.5
  • Capítulo 11.6
  • Capítulo 11.7
  • Capítulo 12
  • Capítulo 12.1
  • Capítulo 12.2
  • Capítulo 12.3
  • Capítulo 12.4
  • Capítulo 12.5
  • Capítulo 12.6
  • Capítulo 12.7
  • Capítulo 12.8
  • Capítulo 12.9
  • Capítulo 13
  • Capítulo 13.1
  • Capítulo 13.2
  • Capítulo 13.3
  • Capítulo 13.4
  • Capítulo 14
  • Capítulo 14.1
  • Capítulo 14.2
  • Capítulo 14.3
  • Capítulo 14.4
  • Capítulo 14.5
  • Capítulo 15
  • Capítulo 15.1
  • Capítulo 15.2
  • Capítulo 15.3
  • Capítulo 15.4
  • Capítulo 15.5
  • Capítulo 15.6
  • Capítulo 15.7
  • Capítulo 16
  • Capítulo 16.1
  • Capítulo 16.2
  • Capítulo 16.3
  • Capítulo 16.4
  • Capítulo 16.5
  • Capítulo 16.6
  • Capítulo 17
  • Capítulo 17.1
  • Capítulo 17.2
  • Capítulo 17.3
  • Capítulo 17.4
  • Capítulo 17.5
  • Capítulo 17.6
  • Capítulo 18
  • Capítulo 18.1
  • Capítulo 18.2
  • Capítulo 18.3
  • Capítulo 18.4
  • Capítulo 18.5
  • Capítulo 18.6

Perguntas frequentes

É mais fácil descobrir problemas difíceis com mais rapidez usando o Chegg Study. Ao contrário dos manuais de solução de exercícios de laboratório em PDF estáticos para dispositivos eletrônicos 9ª edição ou gabaritos impressos, nossos especialistas mostram como resolver cada problema passo a passo. Não há necessidade de esperar que o horário de expediente ou as tarefas sejam corrigidas para descobrir onde você pegou o caminho errado. Você pode verificar seu raciocínio ao resolver um problema usando nosso visualizador de soluções interativas.

Além disso, atualizamos e melhoramos regularmente as soluções de livros didáticos com base nas avaliações e comentários dos alunos, para que você possa ter certeza de que está recebendo as informações mais recentes disponíveis.

Nosso reprodutor interativo torna mais fácil encontrar soluções para problemas de exercícios de laboratório para dispositivos eletrônicos 9ª edição em que você está trabalhando - basta ir para o capítulo do seu livro. Acertou uma pergunta particularmente complicada? Marque-o para uma revisão fácil antes de um exame.

A melhor parte? Como assinante do Chegg Study, você pode visualizar os manuais de soluções interativas disponíveis para cada uma de suas classes por um preço mensal baixo. Por que comprar livros extras quando você pode obter toda a ajuda para o dever de casa de que precisa em um só lugar?


Componentes do livro didático

Este recurso suplementar do OCW fornece material de fora do currículo oficial do MIT.

MIT OpenCourseWare é uma publicação gratuita e aberta de material de milhares de cursos do MIT, cobrindo todo o currículo do MIT.

Sem inscrição ou registro. Navegue livremente e use materiais OCW em seu próprio ritmo. Não há inscrição nem datas de início ou término.

O conhecimento é a sua recompensa. Use o OCW para orientar sua própria aprendizagem ao longo da vida ou para ensinar outras pessoas. Não oferecemos crédito ou certificação para usar OCW.

Feito para compartilhar. Baixe os arquivos para mais tarde. Envie para amigos e colegas. Modifique, remixe e reutilize (lembre-se de citar o OCW como a fonte).


15.4: Capítulo 4 exercícios - Biologia

A psicologia social é o estudo científico de como nos sentimos, pensamos e nos comportamos em relação às pessoas ao nosso redor e como essas pessoas influenciam nossos pensamentos, sentimentos e comportamento. Um princípio fundamental da psicologia social é que, embora nem sempre estejamos cientes disso, nossas cognições, emoções e comportamentos são substancialmente influenciados pelas pessoas com quem estamos interagindo.

Nossos julgamentos iniciais dos outros são baseados em grande parte no que vemos. As características físicas de outras pessoas - particularmente seu sexo, raça, idade e atratividade física - são muito salientes, e muitas vezes focamos nossa atenção nessas dimensões. Pelo menos em alguns casos, as pessoas podem tirar conclusões precisas sobre outras com base na aparência física.

Descobriu-se que a juventude, a simetria e a média são determinantes transculturais consistentes da atratividade percebida, embora diferentes culturas também possam ter crenças únicas sobre o que é atraente.

Frequentemente usamos a aparência das pessoas para formar nossos julgamentos sobre elas, e esses julgamentos podem levar a estereótipos, preconceito e discriminação. Usamos nossos estereótipos e preconceitos em parte porque são fáceis e podemos estar evolutivamente dispostos a estereótipos. Podemos mudar e aprender a evitar usá-los por meio de interação positiva com membros de outros grupos, prática e educação.

Gostar e amar em amizades e relacionamentos íntimos são determinados por variáveis, incluindo semelhança, revelação, proximidade, intimidade, interdependência, compromisso, paixão e capacidade de resposta.

Atribuição causal é o processo de tentar determinar as causas do comportamento das pessoas. As atribuições podem ser feitas à pessoa, à situação ou a uma combinação de ambas. Embora as pessoas sejam razoavelmente precisas em suas atribuições, elas podem fazer atribuições egoístas e serem vítimas do erro fundamental de atribuição.

Atitudes referem-se às nossas avaliações relativamente duradouras de pessoas e coisas. As atitudes são importantes porque frequentemente (mas nem sempre) predizem o comportamento. As atitudes podem ser mudadas por meio de comunicações persuasivas. As atitudes predizem o comportamento melhor para algumas pessoas do que para outras e, em algumas situações, mais do que outras.

Nossos comportamentos também influenciam nossas atitudes por meio dos processos cognitivos de autopercepção e do processo mais emocional de dissonância cognitiva.

A tendência de ajudar os necessitados é, em parte, uma adaptação evolutiva funcional. Ajudamos os outros a nos beneficiar e a beneficiar os outros. O altruísmo recíproco nos leva a ajudar os outros agora, com a expectativa de que eles retribuirão o favor caso precisemos de sua ajuda no futuro. O resultado do reforço e modelagem do altruísmo é o desenvolvimento de normas sociais sobre a ajuda, incluindo a norma de reciprocidade e a norma de responsabilidade social. O modelo de ajuda de Latané e Darley propõe que a presença de outras pessoas pode reduzir a percepção, interpretação e resposta a emergências.

A agressão pode ser física ou não física. A agressão é ativada em grande parte pela amígdala e regulada pelo córtex pré-frontal. A testosterona está associada ao aumento da agressividade em homens e mulheres. A agressão também é causada por experiências e emoções negativas, incluindo frustração, dor e calor. Conforme previsto pelos princípios da aprendizagem por observação, as evidências da pesquisa deixam muito claro que, em média, as pessoas que observam o comportamento violento tornam-se mais agressivas.

A cultura da honra envolve uma norma social que tolera e até encoraja responder aos insultos com agressão.

Nós nos conformamos não apenas porque acreditamos que outras pessoas têm informações precisas e queremos ter conhecimento (conformidade informacional), mas também porque queremos ser amados pelos outros (conformidade normativa). O resultado típico da conformidade é que nossas crenças e comportamentos se tornam mais semelhantes aos das outras pessoas ao nosso redor. Os estudos que demonstram o poder da conformidade incluem os de Sherif e Asch e o trabalho de Milgram sobre obediência.

Embora as maiorias sejam mais persuasivas, as minorias numéricas que são consistentes e confiantes em suas opiniões podem, em alguns casos, ser persuasivas.

A tendência de realizar tarefas melhor ou mais rápido na presença de outras pessoas é conhecida como facilitação social, enquanto a tendência de realizar tarefas mais precariamente ou mais lentamente na presença de outras pessoas é conhecida como inibição social. Zajonc explicou a influência de outras pessoas no desempenho da tarefa usando o conceito de excitação fisiológica.

Trabalhar em grupos envolve custos e benefícios. Quando o resultado do desempenho do grupo é melhor do que esperaríamos, dados os indivíduos que formam o grupo, chamamos o resultado de ganho do processo de grupo, e quando o resultado do grupo é pior do que esperaríamos, dados os indivíduos que formam o grupo, nós chame o resultado de perda de processo em grupo.

Perdas de processo são observadas em fenômenos como vagabundagem social e pensamento de grupo. As perdas de processo podem ser reduzidas por uma melhor motivação e coordenação entre os membros do grupo, mantendo as contribuições identificáveis ​​e fornecendo metas difíceis, mas alcançáveis.


PERFIL DA INDÚSTRIA

When John Maxwell convened his executive team the following week, he had already decided to present an overview of the home health industry as gleaned by Seabury’s Planning Department. He prefaced his comments by drawing on recent research by the federal Agency for Healthcare Research and Quality that detailed why home health care in the 21st century is different from that which has existed in the past. He cited four reasons:

· 1. We’re living longer and more of us want to “age in place” with dignity.

· 2. We have more chronic, complex conditions.

· 3. We’re leaving the hospital earlier and thus need more intensive care.

· 4. Sophisticated medical technology has moved into our homes. Devices that were used only in medical offices are now in our living rooms and bedrooms. For example, home caregivers regularly manage dialysis treatments, infuse strong medications via central lines, and use computer-based equipment to monitor the health of loved ones.1

The CEO presented a profile of national home care data as compiled by the National Association for Home Care and Hospice as follows:

· Approximately 12 million people in the United States require some form of home health care.

· More than 33,000 home healthcare providers exist today.

· Almost two-thirds (63.8%) of home healthcare recipients are women.

· More than two-thirds (69.1%) of home healthcare recipients are over age 65.

· Conditions requiring home health care most frequently include diabetes, heart failure, chronic ulcer of the skin, osteoarthritis, and hypertension.

· Medicare is the largest single payer of home care services. In 2009, Medicare spending was approximately 41% of the total home healthcare and hospice expenditure.2

According to the U.S. Census Bureau, he continued, in 2010 Connecticut’s population was 3,574,097 of which 14.4% were age 65 or older.3 A Visiting Nurse Association (VNA) analysis of revenue by payer source in the state indicated that 60% of revenue was derived from Medicare.4


Forum Decorum, or Posting Guidelines

Welcome to the Lyon's Den! I’m glad you have stopped by for a visit. The intent of this blog is to serve as a forum for the discussion of course content in preparation for the AP Exam. Because this site is intended as an academic discussion forum, there is a certain decorum required among the members of the forum. You must be a registered member. Be sure to register so that you can post and discuss. Appropriate language and content must be used in all posts, as this is an academic forum and can be accessed by SMA computers. Posts containing inappropriate content, profanity or internet speak will be removed. Posters should demonstrate respect for the opinions of others at all times. Comments containing personal attacks or insults will be removed and the offending poster banned from posting. Continued abuse of the forum will result in removal of posting privileges.


Predicting the Direction of a Reaction with a Graph

By graphing a few equilibrium concentrations for a system at a given temperature and pressure, we can readily see the range of reactant and product concentrations that correspond to equilibrium conditions, for which Q = K. Such a graph allows us to predict what will happen to a reaction when conditions change so that Q no longer equals K, such as when a reactant concentration or a product concentration is increased or decreased.

Lead carbonate decomposes to lead oxide and carbon dioxide according to the following equation:

Because PbCO3 and PbO are solids, the equilibrium constant is simply K = [CO2] At a given temperature, therefore, any system that contains solid PbCO3 and solid PbO will have exactly the same concentration of CO2 at equilibrium, regardless of the ratio or the amounts of the solids present. This situation is represented in Figure 15.4.2, which shows a plot of [CO2] versus the amount of PbCO3 added. Initially, the added PbCO3 decomposes completely to CO2 because the amount of PbCO3 is not sufficient to give a CO2 concentration equal to K. Thus the left portion of the graph represents a system that is não at equilibrium because it contains only CO2(g) and PbO(s). In contrast, when just enough PbCO3 has been added to give [CO2] = K, the system has reached equilibrium, and adding more PbCO3 has no effect on the CO2 concentration: the graph is a horizontal line. Thus any CO2 concentration that is not on the horizontal line represents a nonequilibrium state, and the system will adjust its composition to achieve equilibrium, provided enough PbCO3 and PbO are present. For example, the point labeled UMA in Figure 15.4.2 lies above the horizontal line, so it corresponds to a [CO2] that is greater than the equilibrium concentration of CO2 (Q & gt K) To reach equilibrium, the system must decrease [CO2], which it can do only by reacting CO2 with solid PbO to form solid PbCO3. Thus the reaction in Equation 15.4.3 will proceed to the left as written, until [CO2] = K. Conversely, the point labeled B in Figure 15.4.2 lies below the horizontal line, so it corresponds to a [CO2] that is less than the equilibrium concentration of CO2 (Q & lt K) To reach equilibrium, the system must increase [CO2], which it can do only by decomposing solid PbCO3 to form CO2 and solid PbO. The reaction in Equation 15.4.2 will therefore proceed to the right as written, until [CO2] = K.

Figure 15.4.2 The Concentration of Gaseous CO2 in a Closed System at Equilibrium as a Function of the Amount of Solid PbCO3Adicionado Initially the concentration of CO2(g) increases linearly with the amount of solid PbCO3 added, as PbCO3 decomposes to CO2(g) and solid PbO. Once the CO2 concentration reaches the value that corresponds to the equilibrium concentration, however, adding more solid PbCO3 has no effect on [CO2], as long as the temperature remains constant.

In contrast, the reduction of cadmium oxide by hydrogen gives metallic cadmium and water vapor:

and the equilibrium constant K is [H2O]/[H2] If [H2O] is doubled at equilibrium, then [H2] must also be doubled for the system to remain at equilibrium. A plot of [H2O] versus [H2] at equilibrium is a straight line with a slope of K (Figure 15.4.3). Again, only those pairs of concentrations of H2O and H2 that lie on the line correspond to equilibrium states. Any point representing a pair of concentrations that does not lie on the line corresponds to a nonequilibrium state. In such cases, the reaction in Equation 15.4.4 will proceed in whichever direction causes the composition of the system to move toward the equilibrium line. For example, point UMA in Figure 15.4.3 lies below the line, indicating that the [H2O]/[H2] ratio is less than the ratio of an equilibrium mixture (Q & lt K) Thus the reaction in Equation 15.4.3 will proceed to the right as written, consuming H2 and producing H2O, which causes the concentration ratio to move up and to the left toward the equilibrium line. Conversely, point B in Figure 15.4.3 lies above the line, indicating that the [H2O]/[H2] ratio is greater than the ratio of an equilibrium mixture (Q & gt K) Thus the reaction in Equation 15.4.3 will proceed to the left as written, consuming H2O and producing H2, which causes the concentration ratio to move down and to the right toward the equilibrium line.

Figure 15.4.3 The Concentration of Water Vapor versus the Concentration of Hydrogen for the CdO(s) + H2(g) ⇌Cd(s) + H2O(g) System at EquilibriumFor any equilibrium concentration of H2O(g), there is only one equilibrium concentration of H2(g). Because the magnitudes of the two concentrations are directly proportional, a large [H2O] at equilibrium requires a large [H2] and vice versa. In this case, the slope of the line is equal to K.

In another example, solid ammonium iodide dissociates to gaseous ammonia and hydrogen iodide at elevated temperatures:

[ NH_4I_ <(s)> ightleftharpoons NH_<3(g)>+HI_ <(g)> ag<15.4.5>]

For this system, K is equal to the product of the concentrations of the two products: [NH3][HI]. If we double the concentration of NH3, the concentration of HI must decrease by approximately a factor of 2 to maintain equilibrium, as shown in Figure 15.4.4. As a result, for a given concentration of either HI or NH3, only a solteiro equilibrium composition that contains equal concentrations of both NH3 and HI is possible, for which [NH3] = [HI] = K 1/2 . Any point that lies below and to the left of the equilibrium curve (such as point UMA in Figure 15.4.4) corresponds to Q & lt K, and the reaction in Equation 15.4.4 will therefore proceed to the right as written, causing the composition of the system to move toward the equilibrium line. Conversely, any point that lies above and to the right of the equilibrium curve (such as point B in Figure 15.4.3 ) corresponds to Q & gt K, and the reaction in Equation 15.4.4 will therefore proceed to the left as written, again causing the composition of the system to move toward the equilibrium line. By graphing equilibrium concentrations for a given system at a given temperature and pressure, we can predict the direction of reaction of that mixture when the system is not at equilibrium.

Figure 15.4.4 The Concentration of NH3(g) versus the Concentration of HI(g) for the NH4I(s) ⇌ NH3(g) + HI(g) System at EquilibriumOnly one equilibrium concentration of NH3(g) is possible for any given equilibrium concentration of HI(g). In this case, the two are inversely proportional. Thus a large [HI] at equilibrium requires a small [NH3] at equilibrium and vice versa.


Florida- Science: Biology

End of Course Specifications: Benchmarks Adopted: 2011

SC.912.N.1: The Practice of Science

SC.912.N.1.1: Define a problem based on a specific body of knowledge, for example: biology, chemistry, physics, and earth/space science, and do the following: 1) pose questions about the natural world 2) conduct systematic observations 3) examine books and other sources of information to see what is already known 4) review what is known in light of empirical evidence 5) plan investigations 6) use tools to gather, analyze, and represent data (this includes the use of measurement in metric and other systems, and also generation and interpretation of graphical representations of data, including data tables and graphs) 7) pose answers, explanations, or descriptions of events 8) generate explanations that explicate or describe natural phenomena (inferences) 9) use appropriate evidence and reasoning to justify these explanations to others 10) communicate results of scientific investigations and 11) evaluate the merits of the explanations produced by others.

SC.912.N.1.3: Recognize that the strength or usefulness of a scientific claim is evaluated through scientific argumentation, which depends on critical and logical thinking, and the active consideration of alternative scientific explanations to explain the data presented.

SC.912.N.1.6: Describe how scientific inferences are drawn from scientific observations and provide examples from the content being studied.

SC.912.E.7.1: Analyze the movement of matter and energy through the different biogeochemical cycles, including water and carbon.

SC.912.L.14: Organization and Development of Living Organisms

SC.912.L.14.1: Describe the scientific theory of cells (cell theory) and relate the history of its discovery to the process of science.

SC.912.L.14.2: Relate structure to function for the components of plant and animal cells. Explain the role of cell membranes as a highly selective barrier (passive and active transport).

SC.912.L.14.3: Compare and contrast the general structures of plant and animal cells. Compare and contrast the general structures of prokaryotic and eukaryotic cells.

SC.912.L.14.6: Explain the significance of genetic factors, environmental factors, and pathogenic agents to health from the perspectives of both individual and public health

SC.912.L.14.7: Relate the structure of each of the major plant organs and tissues to physiological processes.

SC.912.L.14.36: Describe the factors affecting blood flow through the cardiovascular system.

SC.912.L.14.52: Explain the basic functions of the human immune system, including specific and nonspecific immune response, vaccines, and antibiotics.

SC.912.L.15: Diversity and Evolution of Living Organisms

SC.912.L.15.1: Explain how the scientific theory of evolution is supported by the fossil record, comparative anatomy, comparative embryology, biogeography, molecular biology, and observed evolutionary change.

SC.912.L.15.4: Describe how and why organisms are hierarchically classified and based on evolutionary relationships

SC.912.L.15.5: Explain the reasons for changes in how organisms are classified

SC.912.L.15.10: Identify basic trends in hominid evolution from early ancestors six million years ago to modern humans, including brain size, jaw size, language, and manufacture of tools.

SC.912.L.15.13: Describe the conditions required for natural selection, including: overproduction of offspring, inherited variation, and the struggle to survive, which result in differential reproductive success.

SC.912.L.15.15: Describe how mutation and genetic recombination increase genetic variation.

SC.912.L.16: Heredity and Reproduction

SC.912.L.16.1: Use Mendel's laws of segregation and independent assortment to analyze patterns of inheritance.

SC.912.L.16.2: Discuss observed inheritance patterns caused by various modes of inheritance, including dominant, recessive, codominant, sex-linked, polygenic, and multiple alleles

SC.912.L.16.3: Describe the basic process of DNA replication and how it relates to the transmission and conservation of the genetic information.

SC.912.L.16.4: Explain how mutations in the DNA sequence may or may not result in phenotypic change. Explain how mutations in gametes may result in phenotypic changes in offspring.

SC.912.L.16.5: Explain the basic processes of transcription and translation, and how they result in the expression of genes.

SC.912.L.16.8: Explain the relationship between mutation, cell cycle, and uncontrolled cell growth potentially resulting in cancer.

SC.912.L.16.9: Explain how and why the genetic code is universal and is common to almost all organisms.

SC.912.L.16.10: Evaluate the impact of biotechnology on the individual, society and the environment, including medical and ethical issues.

SC.912.L.16.14: Describe the cell cycle, including the process of mitosis. Explain the role of mitosis in the formation of new cells and its importance in maintaining chromosome number during asexual reproduction.

SC.912.L.17.2: Explain the general distribution of life in aquatic systems as a function of chemistry, geography, light, depth, salinity, and temperature.

SC.912.L.17.4: Describe changes in ecosystems resulting from seasonal variations, climate change, and succession.

SC.912.L.17.5: Analyze how population size is determined by births, deaths, immigration, emigration, and limiting factors (biotic and abiotic) that determine carrying capacity.

SC.912.L.17.8: Recognize the consequences of the losses of biodiversity due to catastrophic events, climate changes, human activity, and the introduction of invasive, non-native species.

SC.912.L.17.9: Use a food web to identify and distinguish producers, consumers, and decomposers. Explain the pathway of energy transfer through trophic levels and the reduction of available energy at successive trophic levels.

SC.912.L.17.11: Evaluate the costs and benefits of renewable and nonrenewable resources, such as water, energy, fossil fuels, wildlife, and forests.

SC.912.L.17.13: Discuss the need for adequate monitoring of environmental parameters when making policy decisions.

SC.912.L.17.20: Predict the impact of individuals on environmental systems and examine how human lifestyles affect sustainability.

SC.912.L.18: Matter and Energy Transformations

SC.912.L.18.1: Describe the basic molecular structures and primary functions of the four major categories of biological macromolecules.

SC.912.L.18.7: Identify the reactants, products, and basic functions of photosynthesis.

SC.912.L.18.8: Identify the reactants, products, and basic functions of aerobic and anaerobic cellular respiration.

SC.912.L.18.9: Explain the interrelated nature of photosynthesis and cellular respiration.

SC.912.L.18.10: Connect the role of adenosine triphosphate (ATP) to energy transfers within a cell.

SC.912.L.18.11: Explain the role of enzymes as catalysts that lower the activation energy of biochemical reactions. Identify factors, such as pH and temperature, and their effect on enzyme activity.

HE.912.C.1: Comprehend concepts related to health promotion and disease prevention to enhance health

HE.912.C.1.3: Evaluate how environment and personal health are interrelated.

HE.912.C.1.4: Analyze how heredity and family history can impact personal health.

HE.912.C.1.8: Analyze strategies for prevention, detection, and treatment of communicable and chronic diseases.

MA.912.S.1: Formulating Questions

MA.912.S.1.2: Determine appropriate and consistent standards of measurement for the data to be collected in a survey or experiment.

MA.912.S.3: Summarizing Data (Descriptive Statistics)

MA.912.S.3.2: Collect, organize, and analyze data sets, determine the best format for the data, and present visual summaries from the following: bar graphs line graphs stem and leaf plots circle graphs histograms box and whisker plots scatter plots and cumulative frequency (ogive) graphs.


Get more help from Chegg

Solve it with our calculus problem solver and calculator

Frequently asked questions

It's easier to figure out tough problems faster using Chegg Study. Unlike static PDF Calculus 8th Edition solution manuals or printed answer keys, our experts show you how to solve each problem step-by-step. No need to wait for office hours or assignments to be graded to find out where you took a wrong turn. You can check your reasoning as you tackle a problem using our interactive solutions viewer.

Plus, we regularly update and improve textbook solutions based on student ratings and feedback, so you can be sure you're getting the latest information available.

Our interactive player makes it easy to find solutions to Calculus 8th Edition problems you're working on - just go to the chapter for your book. Hit a particularly tricky question? Bookmark it to easily review again before an exam.

A melhor parte? As a Chegg Study subscriber, you can view available interactive solutions manuals for each of your classes for one low monthly price. Why buy extra books when you can get all the homework help you need in one place?


Assista o vídeo: Teraz Biologia 1-4 zakres rozszerzony (Junho 2022).


Comentários:

  1. Bradon

    Concordo, seu pensamento é brilhante

  2. Margit

    Mensagem adorável

  3. Gucage

    Com licença pelo que tenho que intervir ... situação semelhante. Convite do fórum. Escreva aqui ou em PM.

  4. Samutilar

    A culpa não pode estar aqui?

  5. Merrick

    Please, explain more in detail

  6. Richie

    Dia bom! I do not see the terms of use of the information. Is it possible to copy the text you write to your site if you link to this page?

  7. Arlyn

    opinião muito divertida

  8. Shakinos

    Sinto muito, mas na minha opinião você está errado. Tenho certeza. Vamos tentar discutir isso. Escreva-me em PM.



Escreve uma mensagem