Informação

Tireoide


A tireoide localiza-se no pescoço, logo abaixo das cartilagens da glote, sobre a porção inicial da traqueia.

Os dois principais hormônios tireoidianos são a tiroxina e a triiodotironina, que contém respectivamente, quatro e três átomos de iodo em suas moléculas. Ambos são derivados do aminoácido tirosina.
Os hormônios iodados da tireoide controlam a atividade metabólica de praticamente todas as células do corpo.

Na presença desses hormônios, a respiração celular de todas as células aumenta, com aumento geral da atividade do organismo.

Outro hormônio tireoidiano importante é a calcitonina, que atua diminuindo a quantidade de cálcio no sangue.

Bócio

O bócio trata-se de um aumento anormal de tamanho na região anterior do pescoço causado por uma tireoide aumentada. Este problema ocorre em, pelo menos, 5% da população em todo o mundo. A causa mais comum é a falta de iodo, componente químico que a tireoide usa para produzir hormônios.

Novamente, na opinião de especialistas da área, aproximadamente cem milhões de pessoas não tem suficiente iodo na sua dieta. Destacam, entretanto, que esse problema tem sido resolvido pela adição de iodo ao sal de cozinha. Todavia, mesmo com a quantidade adequada de iodo, a glândula tireoide pode aumentar de tamanho, criando um bócio. Isso pode ocorrer em várias doenças da tireoide, como hipertireoidismo, hipotireoidismo, tireoidites e câncer de tireoide. Os médicos alertam para o fato de alguns bócios se desenvolverem com níveis hormonais normais e não requererem tratamento.

Hipertireoidismo

O organismo fica "acelerado", em função do excesso de hormônio tireoideo no sangue. Esses casos são, aproximadamente, dez vezes mais frequentes nas mulheres, afetando ao redor de 2% delas no mundo inteiro. A doença de Graves, manifestação bastante comum da doença, é causada por problemas do sistema imunológico, com maior prevalência em famílias que já apresentaram casos. Nos Estados Unidos, a doença atinge, aproximadamente, 2,5 milhões de mulheres.

São sintomas comuns da doença: o aumento da frequência cardíaca; nervosismo; fraqueza muscular; sudorese; perda de peso; tremores; mudanças na pele; diminuição do fluxo menstrual; bócio; queda de cabelos. Convém destacar que os sintomas não ocorrem simultaneamente e que devem ser diagnosticados por especialistas.

Hipotireoidismo

O hipotireoidismo faz com que o organismo trabalhe devagar. Isso ocorre quando há quantidade insuficiente de hormônio tireoideo no sangue. Estatísticas apontam que mais de cinco milhões de americanos têm a doença, mesmo havendo muitos que não sabem de sua existência. Especialistas destacam que a prevalência é maior entre as mulheres.


Video: Você e o Doutor: saiba tudo sobre os distúrbios da tireoide (Junho 2021).